JAC T50 é evolução do T5 e mantém apelo do custo-benefício

Đăng lúc 16:07 - 15/01/2019

Com tabela a partir de R$ 83.990 e motor 1.6 de 138 cv, JAC T50 ganhou atualizações no visual e no painel e, como opcional, câmera de 360 graus

Às vezes, um zero a mais pode fazer toda a diferença. É o que se vê com o utilitário JAC T50, evolução do antigo T5, que a chinesa vende a partir de R$ 83.990. Ele é equipado com um motor 1.6 aspirado de 138 cv e câmbio automático tipo CVT, que simula seis marchas. É o mesmo conjunto usado pelo “irmão menor” T40.

O utilitário teve algumas melhorias muito bem-vindas. A dianteira foi reestilizada. O painel ganhou um desenho mais horizontal e enxuto, com os comandos agrupados em ilhas e uma tela central suspensa de 8 polegadas, sensível ao toque, que exibe informações da central multimídia (com recurso de espelhamento de smartphones) e do ar-condicionado.

Mais importante ainda foi a adoção de câmeras de ré com imagens em 360 graus. Elas ajudam a compensar uma das grandes deficiências do modelo, que é a falta de visibilidade, provocada pelas largas colunas C e pelo estreito vigia traseiro. O recurso – oferecido em um pacote que eleva o preço final para R$ 87.990 – torna muito mais fácil a tarefa de estacionar o T50.

A cabine recebe bem cinco pessoas. Os bancos dianteiros têm ótimo apoio lateral (e não cansam o motorista em viagens longas). Atrás, o conforto é ampliado pela boa inclinação do encosto do banco traseiro. O console central tira um pouco do espaço para as pernas de quem viaja no centro do banco, mas ao menos oferece uma porta USB extra. O porta-malas tem acesso fácil e leva 600 litros, de acordo com a marca.

 

Câmbio é pedra no sapato do JAC T50

A principal fraqueza do modelo é a caixa tipo CVT. Voltada para a eficiência, a transmissão libera força de forma excessivamente paulatina. O resultado é que o T50 se desloca com uma morosidade bovina, mesmo em situações cotidianas. E custa a responder aos comandos do acelerador, seja em uma saída em aclive acentuado, seja em uma ultrapassagem na estrada.

Em rodovias, aliás, ao cravar o pé com firmeza no pedal da direita, o motorista verá a rotação do motor saltar até 5 mil rpm, sem o acréscimo de velocidade esperado. A 120 km/h constantes, o propulsor trabalha a 3 mil giros – diferentemente do que ocorre em outros CVTs do mercado, que conseguem estabilizar a rotação em uma espécie de overdrive – mas o ruído não invade a cabine.

Apesar dessas ressalvas, o T50 pode ser uma opção interessante do ponto de vista racional. Quem prefere conforto a desempenho encontrará no chinês um pacote generoso de equipamentos. Há chave presencial, ar-condicionado automático, controles de estabilidade e tração, sistema start-stop e assistente de partida em rampas. Falta apenas o ajuste de profundidade do volante. São conteúdos que rivais como Kicks e HR-V não oferecem em versões nessa faixa de preço.

Ficha técnica: JAC T50

Preço sugerido: R$ 87.990
Motor: 1.6, 4 cil, 16V, gasolina
Potência: 138 cv a 6.000 rpm
Torque: 17,13 mkgf a 4.000 rpm
Câmbio: automático, tipo CVT
Comprimento: 4,34 metros
Porta-malas: 600 litros
Peso: 1.220 kg

Prós e contras

Próscusto-benefício. T50 é bem recheado. Opcionais como a câmera 360 graus só são oferecidos em SUVs bem mais caros.

Contras: transmissão. Câmbio tipo CVT deixa as respostas do motor 1.6 muito lentas, prejudicando acelerações e retomadas.

Bạn nên xem
Scroll